Home Quem somos Legislação Estatuto Mensagem do Presidente Contato

São Paulo, 14 Dezembro 2018 - 17:36 PATRONATO ENAS BRASIL    Roma, 14 Dicembre 2018 - 20:36
Aposentadoria/Pensioni
- INPS
- INSS
- Acordo Internacional
Cidadania Italiana
- Orientação
- Traduções
- Trentini/Sammarinesi
Destaques
Notícias
Links Úteis
Informações
- Brasil
- Itália
POPULAÇÃO BRASILEIRA CRESCE E ATINGE 193.946.886, MOSTRA IBGE
 
 
 
 

A população brasileira cresceu 11% nos últimos dez anos, conforme aponta os dados divulgados nesta sexta-feira pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). O número de habitantes do país saltou de 174.632.960, em 2002, para 193.946.886 na estimativa deste ano.

São Paulo continua sendo a cidade mais populosa, com 11,37 milhões de habitantes, seguida por Rio de Janeiro (6,39 milhões), Salvador (2,71 milhões), Brasília (2,64 milhões) e Fortaleza (2,50 milhões). Juntos, esses municípios somam 40,75 milhões de habitantes, representando 21,02% da população.

Excluindo as capitais, os municípios mais populosos são Guarulhos (1,24 milhão), Campinas (1,09 milhão), São Gonçalo (1,01 milhão), Duque de Caxias (867,06 mil), Nova Iguaçu (801,74 mil) e São Bernardo do Campo (774,88 mil). Com exceção das capitais, os 15 municípios mais populosos somam 11,47 milhões de habitantes, representando 5,92% do total da população do Brasil em 2012.

Borá (SP) e Serra da Saudade (MG), ambas com 807 habitantes, empatam na primeira colocação dentre as 15 cidades menos populosas em 2012 --são os dois únicos municípios que possuem menos de mil habitantes. Os 15 municípios menos populosos do Brasil somam 17.621 habitantes, representando aproximadamente 0,01% da população do país.

ESTADOS

São Paulo continua sendo o Estado mais populoso, com 41,9 milhões de habitantes (21,6% da população brasileira), seguida por Minas Gerais, com 19,85 milhões (10,23%), e Rio de Janeiro, com 16,23 milhões (8,36%). O Estado de Roraima é o menos populoso, com 469,52 mil habitantes (0,24%), seguido do Amapá, com 698,60 mil (0,36%), e Acre, com 758,78 mil (0,39%).

 

Fonte:
Folha de S. Paulo